top of page
  • Foto do escritorUnionfy Estúdio

Como Identificar Sinais de Disfagia em Bebês e Crianças Pequenas

Ei, famílias! Hoje vamos falar sobre um assunto importante: a disfagia infantil, que é quando as crianças têm dificuldade para engolir. Vamos descobrir juntos como identificar os sinais, entender por que é tão importante agir cedo.


Entendendo a disfagia


A disfagia é a dificuldade ou problemas para engolir. Ela afeta a rotina e a vida diária dos pacientes que tem este sintoma. Cabe ao otorrinolaringologista, aliado a outros profissionais de saúde (fonoaudiólogos, dentistas, neurologistas, entre outros), a importância de conhecer as estruturas e o funcionamento do complexo ato que é deglutir.


Fases da deglutição

A deglutição é composta por 3 fases:


1) Fase Oral – Começa na boca, sendo o alimento processado e preparado com o fechamento dos lábios e a mastigação. É consciente e voluntária. 

2) Fase Faríngea – passa pela faringe – consciente e involuntária. E, assim, é direcionado para o estômago

3) Fase Esofágica – inconsciente e involuntária.


As fases


Várias estruturas anatômicas participam na deglutição, resumidamente, ossos, músculos e inervação.


Sinais reveladores de disfagia nos pequenos


Observe se seu pequeno tem engasgos frequentes, tosses durante as refeições, estase salivar (retém saliva e baba muito), ou parece ter dificuldade para engolir. Esses podem ser sinais de disfagia, então é importante ficar atento.


Importância do diagnóstico precoce


Lidar com a disfagia pode ser desafiador, mas a detecção precoce é a chave. Com a atenção certa e conhecimento, é possível agir rapidamente para garantir o melhor para o seu pequeno. Para perceber algo diferente durante as refeições, não hesite em consultar orientação médica para obter um diagnóstico preciso.


Se o paciente apresenta qualquer problema para engolir, seus responsáveis devem procurar ajuda médica para esclarecer as dúvidas e, quando necessário, para a realização de exames complementares para melhor elucidação diagnóstica. A disfagia afeta a vida do paciente e, se não tratada, pode evoluir com complicações.

Marque uma consulta e tire suas dúvidas. 



⚠ ️ Este artigo oferece informações gerais e não substitui a avaliação médica personalizada para o seu filho. Se você tiver dúvidas específicas ou preocupações relacionadas à saúde otorrinolaringológica. A orientação profissional é essencial para garantir o cuidado adequado e o bem-estar do seu filho.


1 visualização0 comentário

コメント


bottom of page